Terço de São Miguel Arcanjo

Em uma aparição e revelação privada em Portugal à freira carmelita Antônia de Astônaco em 1750, São Miguel declarou a serva que desejava que se fizessem nove saudações direcionadas aos nove coros dos anjos, que consistiriam na recitação de um Pai-nosso e de três Ave-Marias em honra a cada um daqueles coros.

Em retribuição àquele que lhe rendesse este culto junto à glorificação de Deus, ele prometeu um cortejo de nove anjos durante toda vida, sempre que se aproximasse da Santa Mesa Eucarística, além da libertação do purgatório para si e seus parentes após a morte.

A devoção passou para outros países, foi aprovada por muitos bispos e até pelo Santo Papa Pio IX, que a enriqueceu de indulgências, em 08 de agosto de 1851.

Modo de rezar:

Na conta junto à medalha reza-se:
V. Deus, vinde em nosso auxílio
R. Senhor, socorrei-nos e salvai-nos. 

Glória ao Pai…

Deixando para o final as quatro contas que seguem após a medalha, siga para a primeira conta grande do terço rezando a primeira saudação, como segue:

Primeira Saudação
Pela intercessão de São Miguel e do coro celeste dos Serafins, faça-nos, Senhor, dignos do fogo da perfeita caridade. Amém.

Glória ao Pai… Pai Nosso… Três Ave-marias.

Segunda Saudação
Pela intercessão de São Miguel e do coro celeste dos Querubins, pedimos ao Senhor a graça de fugirmos do pecado e procurarmos a perfeição cristã. Amém.

Glória ao Pai… Pai Nosso… Três Ave-marias.

Terceira Saudação 
Pela intercessão de São Miguel e do coro celeste dos Tronos, pedimos ao Senhor que nos dê o espírito da verdadeira humildade. Amém.

Glória ao Pai… Pai Nosso… Três Ave-Marias.

Quarta Saudação
Pela intercessão de São Miguel e do coro celeste das Dominações, pedimos ao Senhor nos conceder a graça de dominar nossos sentidos, e de nos corrigir das nossas más paixões. Amém.

Glória ao Pai… Pai Nosso… Três Ave-marias.

Quinta Saudação
Pela intercessão de São Miguel e do coro celeste das Potestades, pedimos ao Senhor se digne de proteger nossas almas contra as ciladas e as tentações de Satanás e dos demônios. Amém.

Glória ao Pai… Pai Nosso… Três Ave-marias.

Sexta Saudação
Pela intercessão de São Miguel e do coro admirável das Virtudes, pedimos ao Senhor a graça de sermos vencedores no perigoso combate às tentações. Amém.

Glória ao Pai… Pai Nosso… Três Ave-marias.

Sétima Saudação
Pela intercessão de São Miguel e do coro celeste dos Principados, pedimos ao Senhor que nos dê o espírito de uma verdadeira e sincera obediência a Ele. Amém.

Glória ao Pai… Pai Nosso… Três Ave-marias.

Oitava Saudação
Pela intercessão de São Miguel e do coro celeste dos Arcanjos, pedimos ao Senhor nos conceder o dom da perseverança na fé e nas boas obras. Amém.

Glória ao Pai… Pai Nosso… Três Ave-marias.

Nona Saudação
Pela intercessão de São Miguel e do coro celeste de todos os Anjos, pedimos ao Senhor que esses espíritos bem-aventurados nos guardem sempre, e principalmente na hora da nossa morte. Amém.

Glória ao Pai… Pai Nosso… Três Ave-marias.

Temina-se rezando:
Um Pai Nosso em honra de São Miguel.

Um Pai Nosso em honra de São Gabriel.

Um Pai Nosso em honra de São Rafael.

Um Pai Nosso em honra de nosso Anjo da Guarda.

Antífona: 
Glorioso São Miguel, chefe e príncipe dos exércitos celestes, fiel guardião das almas, vencedor dos espíritos rebeldes, amado da casa de Deus, nosso admirável guia depois da Sagrada Família; vós, cuja excelência e virtudes são eminentíssimas, dignai-vos livrar-nos de todos os males, nós todos que recorremos a vós com confiança, e fazei pela vossa incomparável proteção que sejamos, cada dia mais fiéis em servir a Deus. Amém. 

V. Rogai por nós, ó bem-aventurado São Miguel, príncipe da Igreja de Cristo. 
R. Para que sejamos dignos de suas promessas. 

Oração 
Deus, todo poderoso e eterno, que por um prodígio de bondade e misericórdia para a salvação dos homens, escolhestes para príncipe de Vossa Igreja o gloriosíssimo Arcanjo São Miguel, tornai-nos dignos, nós vo-lo pedimos, de sermos preservados de todos os nossos inimigos, a fim de que na hora da nossa morte nenhum deles nos possa inquietar, mas que nos seja dado de sermos introduzidos por ele na presença da Vossa poderosa e augusta Majestade, pelos merecimentos de Jesus Cristo, Nosso Senhor. 
Amém!

Terço de São Miguel Arcanjo