Terço da Divina Misericórdia

No dia 13 de setembro de 1935, o Senhor Jesus ditou a uma jovem Irmã da Misericórdia esta oração durante uma visão.

“Eu vi um anjo, o executor da cólera de Deus, a ponto de atingir a terra. Eu comecei a implorar intensamente a Deus pelo mundo, com palavras que ouvia interiormente. À medida em que assim rezava, vi que o anjo ficava desamparado, e não mais podia executar a justa punição”.

Diário de Santa Faustina

Esta irmã veio ficar conhecida como Santa Faustina Kowalska, no dia seguinte Jesus a instruiu a recitar essa oração nas contas do rosário.

Santa Faustina registrou minuciosamente estas instruções em seu Diário; os tesouros que são compartilhados naquelas paginas são sublimes sendo uma luz de esperança em meio a escuridão.

Seguem algumas palavras de Jesus para lhe dar um gostinho:

“Pela recitação desse terço, agrada-Me dar tudo que Me pedem.

Quando o recitarem os pecadores empedernidos, encherei suas almas de paz, e a hora da morte deles será feliz.

Escreve isso para as almas atribuladas:

Quando a alma vê e reconhece a gravidade dos seus pecados, quando se desvenda diante dos seus olhos todo o abismo da miséria em que mergulhou, que não desespere, mas se lance com confiança nos braços da minha misericórdia, como uma criança nos braços da mãe querida.

Essas almas têm sobre meu coração misericordioso um direito de precedência.

Dize que nenhuma alma que tenha recorrido a Minha misericórdia se decepcionou nem experimentou vexame.”

“Quando rezarem esse terço junto aos agonizantes, Eu me colocarei entre o Pai e a alma agonizante, não como justo Juiz, mas como Salvador misericordioso”.

Diário de Santa Faustina

Início:
Pai-Nosso, Ave-Maria, Creio

Nas contas grandes: 
Eterno Pai, eu vos ofereço o Corpo, Sangue, Alma e Divindade de vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação de nossos pecados e os do mundo inteiro.

Nas contas pequenas: 
Pela sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro.

Ao final de cada mistério rezar:
Ó Sangue e Água que jorrastes do Coração de Jesus, como fonte de misericórdia para nós, eu confio em Vós.

Ao final do terço, rezar três vezes: 
Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro.