Oração de Renúncia às obras das trevas

Padre Márlon Mucio

Senhor Jesus Cristo, Filho do Deus Vivo, em teu Santo Nome, pelas tuas Santas Chagas, pelo teu Preciosíssimo Sangue e pela tua Santa Cruz, na poderosa intercessão de Maria Santíssima, que esmagou a cabeça da serpente infernal, na intercessão dos meus Santos de Proteção, dos Arcanjos Miguel, Rafael e Gabriel, e do meu Anjo da Guarda, e na autoridade do meu Santo Batismo, eu, (Seu nome), renuncio, de todo o meu coração, de maneira alegre, consciente e irrevogável, a Satanás e a todas as suas obras, pompas e seduções, disfarces e maquinações, ilusões e insinuações, artimanhas e infiltrações em qualquer área da minha vida, sob toda e qualquer forma, em minha casa e linha de família, e em tudo e todos que, de um modo ou de outro, estão ligados a mim.

Eu renuncio a Satanás, autor de todo o mal, de todo pecado e pai da mentira.

Eu renuncio a todo espírito de impaciência e de raiva; de ressentimento e mágoa; de tensão nervosa e agressividade; de juízo temerário e presunção; de ira e ódio; de fofoca, mentira e calúnia.

Eu renuncio a todo espírito de desânimo e tristeza; de melancolia e solidão; de fracasso e frustração; de desconfiança do amor de Deus e do próximo; de auto rejeição e autocondenação.

Eu renuncio a todo e qualquer espírito de medo: medo de Deus e de Satanás; medo das pessoas, dos animais e das coisas; medos do futuro, da doença e da morte; medo de altura e do escuro; medo de acidente e de assalto; medo de perder minha imagem e prestígio; medo de falar em público e testemunhar o seu Evangelho; medo de perda de um familiar e da condenação eterna.

Eu renuncio a todo espírito de complexo e autopiedade; de ansiedade, angústia e preocupação; de traumas e doenças.

Eu renuncio a todo espírito de desequilíbrio emocional e psíquico; de autodestruição.

Eu renuncio a todo espírito de vingança; a todo desejo de fracasso e morte de meu irmão; a todo espírito de injustiça e exploração da pessoa humana.

Eu renuncio a todo espírito de revolta contra Deus, contra meu irmão e contra mim mesmo, não aceitando as minhas fraquezas.

Eu renuncio a todo espírito de avareza; apego ao dinheiro, coisas, pessoas ou cargos.

Eu renuncio a todo espírito de gula, droga e fumo; a todo espírito de alcoolismo e murmuração; de blasfêmia e sacrilégio.

Eu renuncio a todo espírito de ciúme e inveja; de preguiça e hipocrisia; de fingimento, falsidade e adulação.

Eu renuncio a todo espírito de palavrão e piada indecente; de sexo desregrado e luxúria; de masturbação e fornicação; de prostituição e adultério; de homossexualismo e lesbianismo; de orgia e de farra.

Eu renuncio a todo espírito de autossuficiência e egoísmo; de vaidade, orgulho e status, de materialismo e consumismo; de ambição e poder; de furto e roubo.

Eu renuncio a todo espírito de superstição e descrença; de dúvida e confusão religiosa, de astrologia e cabala; de numerologia, horóscopo e tarô; de sortismo, cartomancia e controle da mente; de pirâmide e gnomos; de duendes, bruxas e fadas; e de meditação transcendental.

Eu renuncio a toda posse e ao uso de amuletos, talismãs e patuás; a todo espírito de cabala, yoga, florais de Bach, Reiki, I-Ching e Nova Era.

Eu renuncio a todo espírito de idolatria e falsas religiões, de seicho-no-iê e igreja messiânica; de esoterismo, maçonaria e rosa-cruz.

Eu renuncio a todo espírito de magia negra e satanismo; de wicca, bruxaria e vudu; de espiritismo, evocação dos mortos e umbanda; de macumba e saravá; de xangô e mesa branca; de candomblé e congá; de curandeiro e benzedeira.

Eu renuncio a todos os espíritos e espíritos guias, que invocaram sobre mim; toda herança de falsas religiões que trago dos meus antepassados.

Eu renuncio a toda invocação do espírito de exu e ogum; de oxóssi e iemanjá; do espírito do caboclo e do preto velho; do espírito do índio sete flechas e da pomba-gira; do espírito de tranca-rua e São Jorge, do espírito de São Cosme e Damião, do espírito de São Cipriano e a todos os outros.

Eu renuncio, de todo o coração, a todo efeito de batismo, consagração ou cruzamento feito da minha pessoa ao espiritismo, à magia negra ou à outra religião.

Eu renuncio a todos os remédios, passes espíritas, cirurgias e tratamentos feitos em centros espíritas; a todos os trabalhos espirituais e despachos, maldições ou pragas, maus-olhados que lançaram sobre mim ou minha família, feitos com nossas fotografias, roupas íntimas, fios de cabelos, em bonecos, boca de sapo, cemitérios e encruzilhadas.

Eu renuncio à contaminação pela ingestão de alimentos e de bebidas oferecidos em lugares onde Jesus não é o Senhor. Renuncio às consagrações, malefícios, oferendas, preces, entregas, benzimentos, cruzamentos, pactos, alianças, encantamentos, feitiços, amarrações, raspagem de cabeça, incisões, ferimentos de cura, operações espirituais feitas em lugares onde Jesus não é o Senhor.

Eu renuncio a toda consagração minha e dos meus, de nossas finanças, saúde, vida afetiva, estudos, vida profissional e relacionamentos, às obras malignas.

Eu renuncio a todos os objetos supersticiosos que trago comigo ou tenho em casa.

Eu renuncio a toda revista e filme pornográfico e a toda literatura, filmes, músicas contrárias à sã doutrina da salvação.

Eu renuncio a todo espírito do mundo e a todo modo de viver não cristão.

Eu ordeno a todo espírito do mal do qual tenho sido libertado, que vá aos pés de Jesus, para que Ele disponha dele.

Eu renuncio, também, a qualquer ligação que membros da minha família, conhecidos ou quaisquer pessoas ligadas a mim, tenham tido com Satanás e com seus anjos caídos.

Renuncio, em meu nome e em nome de meus antepassados, a todas às pragas e maldições, malefícios e encantamentos, pactos suicidas e à oferenda de filhos às forças das trevas.

Renuncio às doenças e amarrações, feitos por meus antepassados, e que hoje estão interferindo de algum modo em minha vida e na vida dos meus. Em meu nome e em nome de todos os meus antepassados que tenham estado de algum modo envolvidos com estas coisas todas, eu declaro, agora, que estão canceladas, desfeitas e canceladas todas as tramas demoníacas que oprimem a minha família.

Caiam por terra, de uma vez por todas, todas as algemas, cadeias, grilhões, insinuações, acusações, ataques e amarras com que o Inimigo tentou me prejudicar, escravizar e perseguir. Seja destruído, exterminado, neutralizado, cortado, queimado e eliminado todo poder do príncipe das trevas em minha vida e na vida dos meus.

Por tudo de mau que eu pratiquei, vivi, acreditei e incentivei, acolhe, Senhor, minha renúncia e pedido de perdão. Meu Senhor, misericórdia! Perdão e misericórdia! Espírito Santo de Deus, vem preencher todas as áreas da minha vida que até agora foram cativas do maligno e batiza-me inteiramente e no fogo. Contigo eu declaro, na tua unção e força, Jesus como o meu único Rei e Senhor, meu único e perpétuo Dono, meu Deus e Libertador. Amém. Aleluia.

Observações

*Esta oração é utilizada para atendimentos de oração e discernimento de casos de libertação. A pessoa deve realizá-la com o auxílio do sacerdote ou do ministro de oração por cura e libertação, deve fazê-la com sua própria voz, repetindo as estrofes que não conseguir fazer ou gaguejar. Os sinais manifestados durante essa oração devem ser observados. No processo de cura e libertação, a pessoa deve empenhar-se para fazer essa oração sozinha tanto quanto conseguir e for necessário. Para casos de possessão, o exorcista avaliará quando os familiares podem começar a rezar essa oração com a pessoa.

**Oração presente no livro “Coletânea de Orações de Cura e Libertação”, página 86, Padre Márlon Múcio, Editora Missão Sede Santos.

***Quem decreta o estado de possessão é sempre o exorcista autorizado.

Por favor, siga de compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *