4º dia: Armadura de Deus (Ef 6, 10-20)

Por diversas vezes temos dificuldades e contratempos na vida. Podemos dizer então que sim, estamos em luta, em plena guerra… E nossos inimigos verdadeiros não são carnais, mas espirituais e muito poderosos!

Contra estes inimigos não podemos lutar de “qualquer jeito”, nem com “qualquer arma”, devemos estar sempre revestidos da armadura de Deus.

Hoje no quarto dia, vamos focar em afiar o nosso machado… Sabemos que somente unidos a Cristo poderemos nos defender contra as ciladas do maligno.

Respire fundo, feche os olhos por um instante… Peça a presença do Senhor ao seu lado, vamos pedir agora a presença o Espírito Santo.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, amém!

Vinde Espírito Santo

Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do Vosso Amor. Enviai o Vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra.

Oremos: Ó Deus que instruíste os corações dos vossos fiéis, com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos da sua consolação. Por Cristo Senhor Nosso. Amém!

Efésios 6, 10-20: Armadura de Deus

10. Finalmente, irmãos, fortale­cei-vos no Senhor, pelo seu soberano poder.

11. Revesti-vos da armadura de Deus, para que possais resistir às ciladas do demônio.

12. Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares.*

13. Tomai, portanto, a armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis no cumprimento do vosso dever.

14. Ficai alerta, à cintura cingidos com a verdade, o corpo vestido com a couraça da justiça,

15. e os pés calçados de prontidão para anunciar o Evangelho da paz.

16. Sobretudo, embraçai o escudo da fé, com que possais apagar todos os dardos inflamados do Maligno.

17. Tomai, enfim, o capacete da salvação e a espada do Espírito, isto é, a Palavra de Deus.

18. Intensificai as vossas invocações e súplicas. Orai em toda circunstância, pelo Espírito, no qual perseverai em intensa vigília de súplica por todos os cristãos.

19. E orai também por mim, para que me seja dado anunciar corajosamente o mistério do Evangelho,

20. do qual eu sou embaixador, prisioneiro. E que eu saiba apregoá-lo publicamente, e com desassombro, como é meu dever!

6,12. Principados: os anjos aqui designados são os anjos decaídos.

Fonte: Bíblia Sagrada – Ave Maria

Acompanhe todos os dias da Novena da Proteção e Libertação.

Por favor, siga de compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *